ESCOLA DE MÚSICA - ELLAM

CRISTO É UMA QUESTÃO DE OPÇÃO

CRONOLOGIA BÍBLICA

CRONOLOGIA BÍBLICA

sexta-feira, 24 de junho de 2011

AOS APOLOGÉTICOS DO RETETÉ E DO REFLAI


                                 
                                         AOS APOLOGÉTICOS DO RETETÉ E DO REFLAI

                                                                                                    CULTOS; Do “reteté” e do reflai

Significado do Reteté

 É um termo inexistentes nos dicionários oficiais, todavia haja quem diga que ele tem origem no idioma italiano, e que estar associado a culinária Italiana, assim seu significado é: “mistura”, “movimento”, “reboliço”, “festa”, ou “algo que foge da normalidade”.
 Se esse é o sentido real do termo, estará ele de acordo com o seu emprego usual e comum, haja vista os chamados cultos do “reteté” serem marcados por muito “reboliço”. O que posso vê nesse movimento, é algo que foge da normalidade é descomunal e anormal é tão alarmante e tão brutal que torna-se irritante , foge do padrão e do natural.
  Fere a ética e a disciplina do evangelho de Jesus, furta a decência e fere os bons hábitos e costumes da verdadeira Eclésia. Vejo que a tendência futura é que se torne um mero movimento de extravasamento psíquico e emocional, desassociado do elemento genuíno o divino, torn-se-a infelizmente em uma mera cultura folclórica popular.
 Deixo como reflexão e observação aos reteteiros o que está escrito "Mas faça-se tudo decentemente e com ordem." I Coríntios 14:40

  Significado de Reflai


O verbo conjugado reflai vem do verbo reflar que significa espancar machucar ou ferir com o (rifle).
  Se a etimologia da palavra verbal me leva a concluir que a tal estar associado à violência, isso me leva a concluir que tal movimento, não encontra-se dentro da real manifestação natural de Deus; É mais uma cria deturpada e alheia a verdade do evangelho, movimento que não possui nenhum respaldo bíblico.

  Esse é mais um dos movimentos dentro de tantos outros movimentos criados vistos ultimamente, é um retrato cruel da banalização do verdadeiro evangelho de Jesus; Infelizmente é o  que estamos presenciando em nossos dias dentro dos templos que não sei se devo me referir a estes de templos evangélicos.

 Deixo como reflexão e observação aos reflateiros o que está escrito.   "Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor."  I João 4:8


                                                                                                                                   Smodger Silva

Configurações "listagem" e "permitir que o mecanismo de pesquisa encontre seu blog"

Configurações "listagem" e "permitir que o mecanismo de pesquisa encontre seu blog"

PREGADORES E PASTORES DO PRECIPÍCIO


PREGADORES E PASTORES DO
 PRECIPÍCIO

                                                                                              23 de junho de 2011-06-24
                                                                                                  Maceió-Alagoas                          

- É contundente; É verdade; É triste.
 - O que quero dizer é que é lamentável ir a igreja e ouvir mensagens de guloseimas espirituais, Hum será (espirituais?) será mesmo espirituais tais mensagens, mensagens que tem como conteúdo temas repetitivos, tipo tiro o papel de baixo e coloco em cima, eu faço e desfaço e comigo ninguém pode, hoje tem bênçãos e quem sabe possa ser a chave do seu carro ou do seu apartamento, hoje vai e tem que acontecer milagres.
- Quantas falecias amigos são ditas de maneira desrespeitosa a ética de Deus, mensagens distorcidas do verdadeiro sentindo espiritual, mensagens moribundas para um publico morto na verdadeira percepção de Deus.
- Veja quantas mensagens de vitórias baseadas no tesouro terreno, o que vejo é que a mensagem do evangelho genuíno estar sendo sufocada em detrimento de palavras que satisfação o prazer da comunidade.
- A real mensagem aquela pelo qual você e eu fomos convertidos que leva o homem ao arrependimento do pecado foi trocada por “bênçãos e prosperidade”; Exortação dentro da igreja já perdeu o hálito e o habito o povo esqueceu a sua função, sem falar nos novos convertidos que nem sabem o que se trata exortação.
Precisamos urgente voltar ao caminho do verdadeiro evangelho
 - Muitos crentes sinceros e verdadeiros que ainda não se contaminaram com as mensagens triunfalistas, do ganho após ganho e que nunca cessa deixa de ganhar, das vitoria atrás de vitoria e que nunca perde.
- Falo para o verdadeiro crente que sabe que o verdadeiro evangelho não é assim; Estamos ouvindo o que não queremos ouvir e vendo o que não deveríamos vê.
- Creio que esse evangelho de beneplácitos não é o pregado por Jesus e anunciado por seus discípulos, não é o evangelho dos mártires da igreja primitiva e atual, dos mártires de todos os tempos que tiveram e tem ainda suas vidas ceifadas prematuramente por amor ao evangelho de salvação, estes bravos que enfrentaram e enfrentam a morte, lutam destemidos crendo e honrando a Rocha, foram e são inabaláveis viveram e vivem na firme convicção da verdade.
   - Que para a infelicidade e perdição de muitos este evangelho vem sendo usado por muitos para detrimento próprio; Quanta cede errada!... É cede por cargos ministeriais (eclesiásticos) e avante, É cede por posição ante a sociedade evangélica, É cede pelo famigerado dinheiro; É o comercio desvairado de Deus é o uso do evangelho para o proveito individual, tais fatos tornam alguns ditos pregadores, cantores e ministros do evangelho homens e mulheres prósperos na área financeira.

   COMECEI A FALAR E NÃO ME CALO!; Feito um cão raivoso irei denunciando abertamente os abusos dos homens perante o evangelho de um Deus tão bom.
                                                                                                        Smodger Silva

sexta-feira, 17 de junho de 2011

A presença do Espírito Santo na vida do homem no Antigo Testamento e Novo Testamento



Gênesis 1:1-31

- Os estudiosos da Bíblia Sagrada dividem os fatos a respeito da doutrina do Espírito Santo em dois períodos que são chamados de pré-pentecoste e pós-pentecoste.

 - No primeiro, o Espírito pré-existia como terceira pessoa da Trindade,Gn.1:2. Ele descia sobre os homens temporariamente, a fim de capacitá-los para algum serviço especial e deixava-os assim que a tarefa fosse cumprida.

- O segundo período teve início com a descida do Espírito Santo no dia de pentecoste, At 2:2. 

- Estudaremos neste artigo, o Espírito Santo no Antigo Testamento. Embora muitos achem que o Espírito tenha começado a agir apenas depois da ascensão de Jesus, na verdade ele sempre atuou de forma poderosa em toda a história bíblica,inclusive nos dias do Antigo Testamento.

I - NO PERÍODO DA CRIAÇÃO

Quando a Bíblia diz que no princípio criou Deus os céus e a terra, não quer dizer que neste ato agiu apenas uma das pessoas da divindade. Pai, Filho e Espírito estavam envolvidos na obra da criação. Colossenses 1:16 afirma que todas as coisas foram criadas em Jesus, “por meio dele e para ele”.

O próprio Jó reconhece que o Espírito de Deus dá vida, 33:4. “O Espírito de Deus se movia sobre a face das águas”, Gn 1:2.

a)   Deus, o Pai - A palavra criar aparece três vezes no primeiro capítulo de Gênesis, vv. 1, 21 e 27. Deus criou o mundo do nada, pelo poder de sua palavra, Sl 33:6. “Disse Deus: haja luz, e houve luz”, v.3.

b)   Deus, o Filho - O Evangelista João (1:1-4), falando sobre a criação, diz que o Deus Filho estava com o Deus Pai na criação do mundo.

c)    Deus, o Espírito - De acordo com o texto de Gênesis 1:2, a terra era sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava sobre as águas. Aqui está a ação do Espírito na criação. “Com o sopro de sua boca Deus estabeleceu tudo”, Sl 33:6. Na sua profunda sabedoria, Jó afirmou: “Pelo seu sopro os céus se aclararam”, 26: 13.

d)   Gênesis 1:2 afirma:  “E o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas”. Este texto indica a atuação do Espírito do Senhor na criação do universo. A expressão “pairava sobre a face das águas” poderia ser literalmente traduzida “continuava cobrindo-a”, como faz a ave ao chocar seus ovos. O Espírito  traz ordem onde há o vazio, abrindo caminho para a poderosa atuação do Deus Criador. Vemos então que no início Ele estava ao lado de Deus Pai e de Cristo, Jó 26:13; Jo 1:1-3.

 II - NO PERÍODO ANTEDILUVIANO

Primeiro houve a criação do universo e dos seres viventes.

Só depois Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, 1:26. O Espírito Santo também é o autor da vida, pois quando Deus criou Adão, foi o Seu Espírito quem soprou no homem o fôlego da vida:

• "GN 2:7 - E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente."
• "JÓ 33:4 - O Espírito de Deus me fez; e a inspiração do Todo-Poderoso me deu vida."
• "SL 104:30 - Envias o teu Espírito, e são criados, e assim renovas a face da terra."


Mais tarde Ele deu ao homem uma auxiliadora, 2:22. Deus os colocou no Jardim do Éden, dando-lhes uma ordem que deveria ser obedecida, 2:16 e 17. Vencidos pelo golpe do diabo, Adão e Eva desobedeceram a Deus e foram expulsos do Jardim, 3:23. A raça humana se multiplica a cada dia, e com isso também a maldade do seu coração, 6:5. Então Deus se arrepende de ter criado o homem e decide consumi-lo da face da terra, enviando sobre ela um dilúvio, 6:7 e 17.

O espaço de tempo entre a criação e o dilúvio é chamado  de período antediluviano. Nesse período, vemos claramente o Espírito agindo para que o plano de Deus se realizasse, da seguinte forma:

a)   Avisando, Gn 6:13 - A palavra “Deus” neste versículo, no original hebraico, está no plural (Elohim). Isso mostra que a Trindade estava presente quando Deus avisava Noé sobre o dilúvio;

b) Contendendo, Gn 6:3 - Aqui está uma referência ao ministério do Espírito Santo no Antigo Testamento semelhante ao que Ele realiza no Novo. A geração daqueles dias estava pervertida, e somente Noé e sua família permaneciam fiéis a Deus. O Espírito Santo continuou agindo nos corações durante 120 anos, e só então Deus pronunciou a sentença de destruição de toda a raça humana;
c) Orientando, Gn 6:13-22 - Novamente a pessoa do Espírito está presente na forma hebraica Elohim, orientando Noé na construção da arca.

O Espírito Santo existiu na vida dos filhos de Deus no Antigo Testamento? Como?

 III - NO PERÍODO PÓS-DILUVIANO


Este período vai desde o dilúvio até a descida do Espírito Santo no dia de Pentecoste, At 2:2. O Espírito continuou operando ativamente, habilitando temporariamente os servos de Deus na execução de algumas tarefas importantes. 
Vejamos alguns exemplos:

a)   José, Gn 41:38 - Somente pela habilitação do Espírito de Deus José pôde interpretar os sonhos de Faraó e chegar à posição privilegiada de governador do Egito;

b)   Bezalel, Êx 31:3-5 - Deus o encheu do Espírito, dando-lhe talentos, habilidade, inteligência, conhecimento em todo o artifício, para inventar obras artísticas, e trabalhar em ouro, prata e bronze, para lapidação de pedras preciosas, para entalho de madeira, para todo tipo de lavores;

c)   Moisés e os 70 anciãos, Nm 11:17-25 - Ele foi o homem mais manso (humilde) de sua época, 12: 3. Isto nos ensina que o Espírito de Deus habitava sua vida e lhe concedia esta virtude que é tão importante para nós, Gl 5:23. O Espírito também repousou sobre os 70 anciãos;

d)   Sansão, Jz 14:6 - A presença do Espírito do Senhor na vida de Sansão fez com que ele realizasse grandes prodígios, 14:19 e 15:14. O Espírito Santo concede poder, At 1: 8;

e)   Saul e Davi, 1Sm 16:13,14 - Deus confirmou o chamado de Davi para assumir o reinado no lugar de Saul, não somente pela unção recebida de Samuel, mas pela habitação do Espírito em sua vida. Percebe-se no verso 14 que o Espírito se retirou de Saul depois que ele insistiu em desobedecer a Deus;

f)    Os profetas, 2Pe 1:21. Foram homens que falaram inspirados pelo Espírito do Senhor. É o caso de Natã, 2Sm 12:1, Elias e Eliseu, 1Rs 17:1, 2, 2Rs 2: 15, Jaaziel, 2Cr 20:14, etc. Ezequiel, pelo Espírito do Senhor, teve a visão do vale dos ossos, cap. 37, que fala com tanta clareza sobre a ação do Espírito na renovação de vidas.

g)   E Zorobabel • "ZC 4:6 - E respondeu-me, dizendo: Esta é a palavra do SENHOR a Zorobabel, dizendo: Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos."

h)   Jefté • "JZ 11:29 - Então o Espírito do SENHOR veio sobre Jefté, e atravessou ele por Gileade e Manassés, passando por Mizpá de Gileade, e de Mizpá de Gileade passou até aos filhos de Amom."

    i)  Da mesma forma foi com Gideão: • "JZ 6:34 - Então o Espírito do SENHOR revestiu a Gideão, o qual tocou a buzina, e os abiezritas se ajuntaram após ele."

j)        Semelhantemente, quando Josué foi comissionado para suceder Moisés, novamente o Espírito Santo entra em ação: • "NM 27:18 - Então disse o SENHOR a Moisés: Toma a Josué, filho de Num, homem em quem há o Espírito, e impõe a tua mão sobre ele."




Semelhantemente, os profetas eram inspirados pelo Espírito de Deus a declarar Sua palavra ao povo:

• "NM 11:29 - Porém, Moisés lhe disse: Tens tu ciúmes por mim? Quem dera que todo o povo do SENHOR fosse profeta, e que o SENHOR pusesse o seu espírito sobre ele!"
• "1SM 10:6 - E o Espírito do SENHOR se apoderará de ti, e profetizarás com eles, e tornar-te-ás um outro homem."
• "1SM 10:10 - E, chegando eles ao outeiro, eis que um grupo de profetas lhes saiu ao encontro; e o Espírito de Deus se apoderou dele, e profetizou no meio deles."
• "2CR 24:20 - E o Espírito de Deus revestiu a Zacarias, filho do sacerdote Joiada, o qual se pôs em pé acima do povo, e lhes disse: Assim diz Deus: Por que transgredis os mandamentos do SENHOR, de modo que não possais prosperar? Porque deixastes ao SENHOR, também ele vos deixará."
• "IS 61:1 - O ESPÍRITO do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos;"
• "ZC 7:12 - Sim, fizeram os seus corações como pedra de diamante, para que não ouvissem a lei, nem as palavras que o SENHOR dos Exércitos enviara pelo seu Espírito por intermédio dos primeiros profetas; daí veio a grande ira do SENHOR dos Exércitos.


  IV - A SOBERANIA DO ESPÍRITO

Como pessoa da divindade, o Espírito tem os atributos de Deus. Ele é onipresente. O salmista, como que num grande espanto, exclama: “Para onde fugirei do teu Espírito?”, Sl. 139: 7. Além disso, Ele também é soberano, agindo como quer e quando quer: “Quem guiou o Espírito do Senhor?”, Is 44: 13. Outra evidência bíblica da divindade do Espírito é que pode ocorrer de o homem  pecar contra Ele, Sl 106: 33. O salmista fala da rebeldia do povo na travessia do deserto e da precipitação de Moisés.