ESCOLA DE MÚSICA - ELLAM

CRISTO É UMA QUESTÃO DE OPÇÃO

CRONOLOGIA BÍBLICA

CRONOLOGIA BÍBLICA

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Conhecendo a Bíblia


 
   
- O que é a bíblia?

        O salmista com singeleza a define como uma lâmpada; Assim ela é comparada a um farol que ilumina e revela o caminho a ser seguido, é um instrumento que em meio as densas escuridão revela o caminho.
            Salmos 109;105  Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.

- É a palavra viva de Deus.

- II Thiago 3;16-17  Toda a Escritura é divinamente inspirada,... e proveitosa para ensinar, para edarguir, para corrigir, para instruir em justiça; -  Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.
-  Jó 32 : 8 – “Na verdade, há um espírito no homem, e a inspiração do Todo-Poderoso o faz entendido.”

- A bíblia é um testamento

   Testamento significa aliança, logo podemos afirmar que é um acordo firmado por Deus para com o homem.
- Por quem foi escrita?
  A bíblia foi escrita por cerca de quarenta homens, estes através da inspeção divina receberam a inspiração do Espírito Santo de Deus e descreveram com suas palavras o que recebiam de Deus, eles foram: profetas, reis, sacerdotes, pescadores, criadores, coletores de impostos, sábios. Assim podemos afirmar que certos homens serviram como instrumentos para transmitir a mensagem escrita da bíblia.
- Quem é o autor?

    A bíblia é clara ao deixar transparecer seu autor.

- Lucas 11:28  - “Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam.” 
 

 - A Bíblia trás uma mensagem

   Ela narra à história do homem, que fora criado a semelhança de Deus, que veio cometer o pecado; Apesar do pecado Deus não desprezou a humanidade, prometeu a Salvação do homem e a restauração da terra, através do seu filho;
   A bíblia é a "carta magna" enviada por Deus à todos os homens.
   Assim nela estar contido o Plano que Deus preparou para resgatar-nos do pecado.  

 -   Lucas 19 : 10 -  "Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido." 

- Quando começou a ser escrita?

    Foi escrita durante um período de aproximadamente 1250 a. C. até o ano 100 d. C. aproximadamente. Ou seja, ela levou mais de mil anos para ficar pronta. Para uma parte do Velho Testamento a escrita se deu através de "traduções orais", histórias que foram contadas através dos tempos pelas linhagens santas, e preservada por Deus durante milênios, chegado os chamados “escribas” estes reverteram passaram para o papel estes conjuntos de histórias. As outras partes de fatos e acontecimentos presente ou quase presentes.

    A primeiramente parte da bíblia é conhecida como a bíblia Judaica ou do povo Judeu (o velho testamento); A segunda parte denominada Novo testamento, narra a historia do salvador, assim é formada a Bíblia que hoje possuímos.

No que foi escrita a Bíblia?

   Os livros da Bíblia foram escritos em CERÂMICA (tijolos de argila), PAPIRO (tiras de papel feitas a partir da árvore de papiro, originária do Egito) e PERGAMINHO (couro curtido e preparado de carneiro, chamado de pergaminho por ter sido usado pela primeira vez na cidade de Pérgamo, 200 anos antes de Cristo).

 Onde foi escrito o Antigo Testamento?

    O Antigo Testamento foi escrito na Palestina (a terra de Jesus), na Babilônia (onde o povo judeu, num determinado momento de sua história, esteve exilado) e no Egito (para onde muitos judeus foram depois do cativeiro na Babilônia).

Onde foi escrito o Novo Testamento?

    Os livros do Novo Testamento foram escritos na Palestina (a terra de Jesus), na Síria, na Ásia Menor, na Grécia e na Itália (lugares estes onde haviam sido fundadas comunidades cristãs).

 Quando terminou de ser escrita a Bíblia?

    A Bíblia terminou de ser escrita por volta do ano 100 d.C., com o ultimo dos apóstolos João o evangelista, precisamente o quarto (4) evangelho, João encontrava-se já com idade avançada e escreveu direcionado para todas as comunidades cristãs, João também escreveu o livro de Apocalipse.

- Como a Bíblia é formada?
  
   - A Bíblia é dividida em duas grandes partes: Antigo Testamento e Novo Testamento.
   - É formada por 66 livros.
   - Trinta e nove livros constituem o Antigo Testamento.
   - Vinte e sete constituem o Novo Testamento.
      
 - O que contém no Antigo Testamento?

   O Antigo Testamento descreve a Criação do mundo, o pecado da humanidade, relata as alianças que Deus fez com os homens, as profecias que anunciavam a vinda do Messias, a fidelidade e infidelidade do povo de Deus, e principalmente, a preparação do povo escolhido de onde viria o Verbo de Deus.

         João 1:1     "NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus."

Os livros do velho testamento são distribuídos nas seguintes seções :

A Lei (Torá ou Pentateuco)  - Gênesis·  -  Êxodo·  - Levítico·  -  Números·  -  Deuteronômio

Livros Poéticos  -  Jó -  Salmos  -  Provérbios -  Eclesiastes  -  O Cântico dos Cânticos

Livros Históricos -  Josué -   Juízes -  Rute -  I Samuel -  II Samuel -  I Reis -  II Reis-  I Crônicas -    II Crônicas -  Esdras -  Neemias - Ester

Profetas – Maiores -      Isaías  -   Jeremias -  Lamentações  - Ezequiel -  Daniel 

Profetas  - Menores -   Oséias -  Joel -  Amós - Obadias - Jonas -  Miquéias -  Naum - Habacuque -       Sofonias -  Ageu -  Zacarias - Malaquias

O que contém no Novo Testamento?

    O Novo Testamento possui quatro evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João) que contam a vida de Jesus Cristo, desde o seu nascimento até a sua ascensão ao céu, esses quatro livros formam um conjunto denominado evangelho.

    Também é constituído por várias cartas (chamadas de epístolas), que foram escritas pelos apóstolos com o objetivo de direcionar a Igreja fundada por Cristo, são 21 as Cartas ou Epístolas.

   As 14 primeiras são chamadas Epístolas Paulinas- Escritas por Paulo.
   As 7 restantes, são chamadas Epístolas Católicas (universais), escrita por outros apóstolos.

EPÍSTOLAS PAULINAS:

- Aos Romanos: Carta que São Paulo escreveu a uma Comunidade Cristã de Roma, no ano de 57 d.C. Fala das conseqüências do pecado e que o homem é salvo pela fé em Jesus Cristo, por pura misericórdia de Deus.

- I Coríntios: São Paulo escreveu de Éfeso aos cristãos da cidade de Corinto, no ano 55 d.C, para repreende-los quanto aos abusos e disputas que surgiram na comunidade. Prega a humildade, inspirada na cruz de Jesus. Recomenda a caridade

- II Coríntios: Seis meses depois São Paulo escreve a segunda carta. Manifesta suas tribulações e esperanças.

- Gálatas: Escreveu nos anos 48 ou 56 d.C a uma comunidade da Galácia, para resolver problemas surgidos por causa dos judeus convertidos, que quiseram impor sua lei judaica aos cristãos vindos do paganismo.

- Efésios: Escreveu quando estava preso em Roma, nos anos 61 a 63 d.C. Recomenda unidade dos cristãos.

- Filipenses: Também estava preso. A carta tem um cunho muito pessoal. Manifesta alegria e afetividade.

- Colossenses: Fala do mistério de Cristo e da Igreja e acrescenta uma série de conselhos morais aos cristãos que vivem uma vida nova em Jesus Cristo.

- I Tessalonicenses: é a carta mais antiga que São Paulo escreveu. Foi por volta do ano 50 d.C. Fala da alegria que sente ao saber da felicidade deles e de poder contar com seu progresso espiritual.

- II Tessalonicenses: Adverte os fiéis a respeito das falsas idéias sobre a volta gloriosa de Jesus.

- I Timóteo: É uma carta dirigida aos bispos aos quais São Paulo dá normas de pastoral. Timóteo é seu discípulo e companheiro de viagem.

- II Timóteo: Dá normas de vida para homens, mulheres, diáconos e Bispos. Fala também como devemos tratar as viúvas, os anciãos e os escravos.

- Tito: Tito é um grego, colaborador de Paulo. Nesta carta orienta a respeito de como organizar as comunidades cristãs na ilha de Creta.

- Filemôn: é uma carta curtinha. Dirigida a um cristão rico de Colossos, cujo escravo fugitivo tinha vindo procurar proteção junto a Paulo. Pede que perdoe o escravo arrependido e convertido ao cristianismo.

- Hebreus: Talvez esta carta não tenha sido escrita por Paulo. As idéias são suas, mas o estilo é bem diferente. É dirigida aos judeus que receberam o batismo e sofrem por deixar o templo e a sinagoga.

EPÍSTOLAS CATÓLICAS (católica significa “universal”)

- Tiago: Também chamado de “irmão do Senhor” é o Tiago Menor, filho de Alfeu. Foi bispo de Jerusalém. A carta tem a espiritualidade do Sermão da Montanha. Traz conselhos para a vida moral. Recomenda a prática da caridade, da justiça e da piedade.

- I Pedro: Fala da alegria do cristão e da unidade de todos os batizados em Jesus Cristo. Dirigida aos cristãos que sofrem por causa da fé, esta carta lembra a importância da cruz de Cristo e exorta todos a uma vida de santidade.

- II Pedro: O conteúdo é semelhante à Carta de Judas. Rejeita as doutrinas pregadas por falsos profetas de vida corrupta. É uma exortação à fidelidade a Cristo e ao amor de Deus, lembra a vinda de Jesus.

- I João: As três cartas que seguem foram escritas pessoalmente pelo Apóstolo e Evangelista São João. Na primeira carta, João fala que Deus é Amor e Luz. Por isso, o cristão deve se comportar como filho da Luz, fugindo do pecado.

- II João: Dirigida a uma comunidade da Ásia, é uma exortação a caminhar na verdade e no amor.

- III João: Dirigi-se a um certo “Gaio”, a quem elogia suas virtudes.

- Judas: Foi escrita, talvez em Jerusalém pelo ano 65 d.C. Ela põe os fiéis de alerta perante falsas doutrinas e falsos mestres.

   Além do evangelho e das cartas, o Novo Testamento possui um livro que conta os primórdios da Igreja de Cristo que é o livro de “Atos”.

    A bíblia termina com o livro de “Apocalipse”, o qual é chamado de o livro profético, em suas linhas é revelada a segunda vinda de Jesus, o arrebatamento da igreja, a grande tribulação, a derrota final de satanás e o juízo final, por fim a morada celeste dos salvos na presença de Deus.

Quais foram os idiomas usados para escrever a Bíblia?

    Os idiomas bíblicos são três: o hebraico, o aramaico e o grego.
    O Antigo Testamento, foi totalmente escrito em hebraico.
    Já, o Novo Testamento, foi escrito a maior parte em grego e uma pequena parte em aramaico (que vem a ser um dialeto do hebraico).
    Por curiosidade, o idioma que Cristo falava era o aramaico.

  Quem traduziu a Bíblia?

   Como já vimos, a Bíblia possui três idiomas de origem: o hebraico, o aramaico e o grego. Com o tempo, foram surgindo as traduções. Hoje em dia, a Bíblia é o livro mais traduzido no mundo inteiro. Isso foi graças ao esforço de muitos estudiosos da época.  São Jerônimo é um grande exemplo disso, ele foi quem traduziu a Bíblia para o latim. Pouco a pouco, logo após a tradução para o latim, a Bíblia foi sendo traduzida em mais e mais línguas. Até chegar ao que temos hoje: o livro mais lido mundialmente.

- Quantas traduções existem da Bíblia?

A Bíblia já foi traduzida para aproximadamente DOIS MIL IDIOMAS. As cópias mais antigas estão na Biblioteca do Vaticano, no Museu Britânico (Londres, Inglaterra) e no Museu de Jerusalém (Israel).

- O Livro - Bíblia  
     
    A palavra Bíblia é originada do grego, e significa coletânea ou "coleção de livros". Inicialmente fora escrita sem pontuação ou seja  sem ponto e virgula e sem  ponto final.

- A Bíblia dividida em capítulos?

PRIMEIROS ENSAIOS
   Os judeus procuravam ler toda a Lei no decurso de um ano, dividiram-na em 54 secções (tantas, quantas semanas tem o ano) chamadas "perashiyyot" (= divisões). Estas separações estavam assinaladas na margem dos manuscritos, com a letra "p". Os Profetas não foram todos divididos em "perashiyyot", como a Lei; deles foram apenas seleccionados 54 pedaços, chamados "haftarot" (= despedidas), assim chamados porque com a sua leitura se encerrava, nas funções litúrgicas, a leitura da Bíblia.

   A divisão foi adotada para facilitar a leitura bíblica o mérito coube a ao inglês Stephen Langhton, teólogo, arcebispo de Canterbury (Inglaterra). Em 1220, antes de ser sagrado como tal, sendo professor da Sorbonne, universidade de Paris entre 1234 e 1242, decidiu criar uma divisão em capítulos, mais ou menos iguais. O seu êxito foi tão retumbante, que todos os doutores da Universidade de Paris, a adotaram, ficando assim consagrado o seu valor perante a Igreja.

- A Bíblia dividida em versículos?

   A divisão do Antigo Testamento hebraico, em versículos foi concluída entre os séculos IX e X pelos "massoretas", estudiosos judeus das Escrituras Sagradas. Com hábitos monásticos e ascéticos, os massoretas dedicavam suas vidas à recitação e cópia das Escrituras, bem como à formulação da gramática hebraica e técnicas didáticas de ensino do texto bíblico. Influenciado pelo trabalho dos massoretas no Antigo Testamento, um impressor francês, que morava em Gênova, Itália, chamado Robert
Stephanus, concluiu a divisão do Novo Testamento em versículos no ano de 1551.

- A primeira edição
  
   A primeira Bíblia a ser publicada incluindo integralmente a divisão de capítulos e versículos foi a Bíblia de Genebra, lançada em 1560, na Suiça. Os primeiros editores da Bíblia de Genebra optaram pela sua divisão em capítulos e versículos, porque chegaram a um consenso de que isso seria muito útil para a memorização, a localização, e a comparação de assuntos bíblicos.

- Como devemos usar a bíblia?

  Lendo – Para saber o seu conteúdo.
  Memorizando – Para guardar passagens fundamentais e refurtar erros de outrem e fazer uso da palavra em momentos propícios.
  Estudando – Para compreender o texto e o contexto da bíblia.
  Meditando – Para alimentar e confortar a nossa alma.

- Quem é o centro da Bíblia?

    O centro da Bíblia é Jesus. Tudo nela aponta para o Filho de Deus feito homem. O Antigo Testamento (antiga aliança) prepara a sua vinda; o Novo Testamento (nova aliança) a realiza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário