ESCOLA DE MÚSICA - ELLAM

CRISTO É UMA QUESTÃO DE OPÇÃO

CRONOLOGIA BÍBLICA

CRONOLOGIA BÍBLICA

quarta-feira, 4 de abril de 2012

O Fim dos Apóstolos




A Bíblia tem o registro das mortes dos apóstolos? Como morreu cada um dos apóstolos?"

- O único apóstolo cuja morte está registrada na Bíblia é Tiago (Atos 12:2).

- O rei Herodes “fez Tiago passar a fio de espada” - aparentemente uma referência à decapitação. As circunstâncias das mortes dos outros apóstolos só podem ser conhecidas baseadas nas tradições da igreja; portanto não devemos dar muito crédito a nenhum desses relatos.

-A tradição da igreja mais aceita em relação à morte de um apóstolo é que o Apóstolo Pedro foi crucificado, de cabeça para baixo em uma cruz em forma de x, em Roma, cumprindo a profecia de Jesus (João 21:18). A seguir estão as “tradições” mais populares a respeito das mortes dos outros apóstolos.

- Mateus sofreu martírio na Etiópia, morto por um ferimento causado por uma espada. João esteve à beira do martírio, quando ele foi cozido em um recipiente enorme de óleo durante uma onda de perseguição em Roma.

- No entanto, ele foi milagrosamente livrado da morte. João foi sentenciado às minas na ilha de Patmos. Ele escreveu o livro profético do Apocalipse em Patmos. O apóstolo João foi mais tarde posto em liberdade e retornou para o lugar onde hoje fica a Turquia. Ele morreu velho, sendo o único apóstolo a morrer em paz.

- Tiago, o irmão de Jesus (não oficialmente um apóstolo), o líder da igreja em Jerusalém, foi atirado de mais de 30 metros de altura do alto do pináculo sudeste do Templo ao se recusar a negar sua fé em Cristo. Quando eles descobriram que ele havia sobrevivido à queda, seus inimigos o espancaram até a morte com um porrete. Este foi o mesmo pináculo para onde Satanás levou a Jesus durante a tentação.

- Bartolomeu, também conhecido como Natanael, foi um missionário para a Ásia. Ele testemunhou onde hoje é a Turquia e foi martirizado pela sua pregação na Armênia, quando ele foi chicoteado até a morte. André morreu em uma cruz em forma de x na Grécia. Após ter sido chicoteado severamente por sete soldados, estes ataram o seu corpo à cruz com cordas para prolongar a sua agonia.

- Seus seguidores reportaram que, quando ele foi levado em direção à cruz, André a saudou com as seguintes palavras: “Muito desejei e esperei por esta hora. A cruz foi consagrada pelo corpo de Cristo pendurado nela”. Ele continuou a pregar para os seus torturadores por dois dias até que ele morreu. O apóstolo Tomé foi atingido por uma lança na Índia durante uma de suas viagens missionárias para estabelecer a igreja lá.

- Matias, o apóstolo escolhido para substituir o traidor Judas Iscariotes, foi apedrejado e depois decapitado. O apóstolo Paulo foi torturado e depois decapitado pelo maligno imperador Nero em Roma em 67 d.C. Há tradições referentes aos outros apóstolos também, mas nenhuma com apoio histórico ou tradicional confiável.

- Não é tão importante saber como os apóstolos morreram. O que importa é o fato de que todos eles estavam dispostos a morrer pela sua fé. Se Jesus não tivesse sido ressuscitado, os discípulos o saberiam. Ninguém morreria por alguma coisa que se sabe ser uma mentira. O fato de que todos os apóstolos estavam dispostos a morrer horrivelmente, recusando-se a negar a sua fé em Cristo é uma tremenda evidência de que eles verdadeiramente testemunharam a ressurreição de Jesus Cristo.

  ANDRÉ - O Apóstolo Afável
      Conta a Lenda que foi para a Grécia e pregou na província de Acaia. Alí, tornou-se mártir e foi crucificado numa cruz em formato X. Séculos mais tarde, seus restos mortais foram levados para Escócia. O navio que os transportava naufragou em uma baía que assim foi denominado a Baía de Santo André.
FILIPE - O Apóstolo Prático
      Diz-nos Policrates, um cristão que foi Bispo de Éfeso durante o séc. II que Filipe foi para a Ásia e foi sepultado em Hierápolis. Não se sabe se foi mártir ou morte natural.
NATANAEL - O Apóstolo Sonhador
      As fontes da Igreja Primitiva são muito obscuras quanto a este apóstolos. Diz a lenda que ele foi morto a chicotadas e seu corpo foi colocado num saco, atado e jogado ao mar.
MATEUS - O Apóstolo Resgatado
      Após a ressurreição de CRISTO, passou a pregar para os judeus. Fez do seu próprio país seu campo missionário. Apesar disso, morreu na Etiópia, como mátir.
   SIMÃO - O Apóstolo Zeloso
      Seu passado também é muito obscuro, mesmo durante a vida de CRISTO. Existe uma teoria que, por ele ser do partido dos Zelotes e todos os partidários foram massacrados por Roma em 70 d.C.; quando os Zelotes tomaram Jerusalém.
TIAGO - O Apóstolo Desconhecido
      Mais obscuro que Simão, o Zelote. Alguns estudiosos têm teorias de que seria irmão ou primo-irmão de CRISTO.
JUDAS - O Apóstolo Perseverante
      Diz a História que foi missionário na Arménia e na Pérsia e por lá morreu, não se sabe se por martírio ou morte natural.
JUDAS - O Apóstolo Traidor
       Suicidou-se um dia após entregar CRISTO.
PEDRO - O Apóstolo Magnífico
      O Primeiro do grupo dos Apóstolos. Por volta do ano 68 d.C., em Roma, durante a perseguição de Nero aos cristãos, sofreu martírio morreu crucificado de cabeça para baixo e pedido do mesmo.
 TIAGO - O Apóstolo Ambicioso
      Filho de Zebedeu, foi o primeiro Apóstolo a dar a vida pela Fé. Sofreu martírio em 44 d.C., quando Herodes mandou prender Pedro e decapitar Tiago.
 JOÃO - O Apóstolo do Amor
      O que viveu mais tempo. Liberto da Ilha de Patmos pelo Imperador Nerva (96 d.C.), regressou a Éfeso e teve morte natural em idade bem avançada.
TOMÉ - O Apóstolo Incrédulo
      Dizem que trabalhou na Índia. Outros que nos arredores da Pérsia. A seita "Cristãos Malabores de São Tomé" o consideram seu primeiro líder e mártir; alguns historiadores dizem que morreu a flechadas enquanto orava.
PAULO - O Apóstolo dos Gentios
    O único que não conviveu com CRISTO; nem por isso deixou de ser mais importante; pelo contrário, é considerado o responsável pela conversão dos povos gentios e até explanou com os demais apóstolos esta necessidade. Morreu como mártir sendo decapitado no mesmo ano de Pedro pelo mesmo motivo, mas em ocasiões diferentes.
                                                                       Smodger  Silva