ESCOLA DE MÚSICA - ELLAM

CRISTO É UMA QUESTÃO DE OPÇÃO

CRONOLOGIA BÍBLICA

CRONOLOGIA BÍBLICA

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

O amor em seus quatros aspectos: Eros, Filos,Storgé e Ágape.



                           
O amor em seus quatros aspectos: Eros, Filos, Storgé e Ágape.


      O amor é a maior virtude que deve existir em um homem.

    O amor é descrito pelo homem em diversas formas; Ele é cantado em versos, expressado nas rodas de prosas, discorrido nas curtas linhas de uma poesia, escrito nas extensas paginas de um romance, rabiscado nas areias.

    Até mesmo na alma sofrida de um sertanejo o amor é enobrece em seus livros de cordéis. Todavia essas diretrizes são mais umas das variadas manifestações do amor EROS, porem o amor vai muito mais alem das fronteiras humana.

O Amor Eros -  Representa a parte consciente do amor que uma pessoa sente por outra. É o amor que se liga de forma mais clara à atração física, e frequentemente compele as pessoas a manterem um relacionamento amoroso continuado. Nesse sentido também é sinônimo sensualidade que leva a atracção física e depois às relações sexuais.

  O amor em todas as suas vias de atitudes, encanta e enobrece ao praticante.

Amor Filos - A palavra filos (é do latim) e significa: ?EU SOU SINCERO?. (Philos) O Amor entre os seres humanos (amigos, pais e filhos etc.). É esse o tipo de amor que nos impulsiona a preocuparmos com os outros. Amor filantrópico. 

  O verdadeiro amor não é fingido e não é interesseiro, o verdadeiro amor é o chão e o solo da moral e da ética no homem.

- Amor Storgé - O mais benéfico dos afetos, acontece especialmente com a família e entre seus membros, normalmente afeição de Pais aos filhos.

    O verdadeiro amor procura suprir a dor do aflito, o amor é como uma janela aberta sempre receptiva a luz e a passagem do vento, sempre busca a consumação do bom ato, o amor verdadeiro é constante na busca e na execução do bem. 

   Amar ao próximo como a ti mesmo, estas são as palavras do mestre, creio eu, que seja este o resumo e a simplificação mais coerente pela busca e a aplicação do amor.

   “Ágape” em grego significa “amor”. 

    Ágape é o amor afetivo isento de conotações sexuais, isento de segundas intenções, isento de malícia e de interesses pessoais. Sendo Ágape o amor de afeição, é também amor de satisfação, pois uma fraternidade, quer seja entre irmãos de sangue ou não, quer seja entre esposo e esposa, quer seja entre um núcleo familiar, etc., esse amor satisfaz porque é compartilhado e tem resposta entre todos aqueles que se reúnem para formar uma fraternidade de homens, mulheres e crianças. Amor ao próximo é o tipo de amor que Cristo nos ensinou.

   Vendo estas verdades confesso que ainda temos que trilhar longos caminhos, para chegar ao topo da montanha.

                             O VERDADEIRO AMOR ...      
      Coríntios 13.



1  AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
01)  Quem escreveu?
 
- O apostolo Paulo apresenta-se como o autor da epistola e consequentemente do tema no capitulo 13; Percebe-se a presença também de que alguém chamado por Sóstenes, o que me leva a entender que Paulo ditava a epistola enquanto este a escrevia.
             I Coríntios 1
        1  PAULO (chamado apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus), e o irmão Sóstenes,
                                                                  
 02) Para quem escreveu?
 
- Sua carta foi dirigida originalmente aos cristãos da cidade de coríntios; Após ficou fazendo parte das comunidades cristãs, tendo em vista o seu conteúdo instrutivo, regeado de valor espiritual e doutrinário, para o desenvolvimento da doutrina do evangelho de Cristo.
             I Coríntios 1
        2  À igreja de Deus que está em Corinto,......

03)  O que escreveu

- Nesta epistola diversos temas foram abordados; A igreja em coríntios apresentava diversos fatores negativos a doutrina cristã, fator que a levava a uma visão desfocada de Cristo, os cristãos corintianos possuíam pontos de divergência e atitudes dentro da igreja que contrariava a conduta cristã, entre estes a falta de “AMOR”, tema pelo o qual devo me prender.
          I Coríntios 13
    13:13  Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.
 
 04)  Porque escreveu

- Havia na realidade um clima de disputa gerada por visões diferenciadas referentes aos dons e posições dentro da congregação, isto levou a comunidade a um clima de divisão e desunião, trazendo entre eles e a comunidade a uma situação de desamor, é neste ponto que Paulo interfere no capitulo 13, revela Paulo então que o ato sublime da pratica do “amor”, é mais importante que todas as situações, e que deve ser observado acima de todas as condições. 

- Assim para que houvesse unanimidade de pensamento entre os cristãos, no tocante as suas disputas e preferências de dons era algo assim (quem era mais que quem, ou o melhor de quem), nada diferente do que vemos hoje. Paulo então apresenta Jesus Cristo como o elemento vital e principal da questão, “Cristo é um corpo”, o qual não deve ser dividido nem repartido.

- Apresenta Paulo então a questão.

- Todos fazem parte de um mesmo corpo, o corpo de Cristo, o qual possui partes variadas e funções destacáveis, é assim mesmo corpo do Cristo; Logo então apresenta o corpo humano como exemplo, e diz, assim como o corpo humano possui divisões e estas divisões formam um único corpo, o humano, assim é aqueles que fazem parte do corpo de Cristo.

- Cada com sua parte forma o corpo do Cristo; Para, e apresenta o amor como a base e o ponto nelvragico do evangelho de Cristo, colocando-o acima de todos as funções e de todas as diversidades de seus dons, segundo Paulo o amor é sublime e deve ser colocado acima de tudo. 

I Coríntios 13

            1  AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
2  E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

05) E quando escreveu

O livro de I Coríntios foi escrito em cerca de 55 d.C. Segundo os historiadores foi durante a sua terceira viagem missionária, Paulo passou bastante tempo em Éfeso. (At 19:1), foi provavelmente durante o último ano da sua estada ali, que o apóstolo recebeu notícias perturbadoras sobre as condições da congregação de coríntia.
Observação: - Paulo organizou o livro de 1 Coríntios para responder as diversas perguntas que os crentes de Corinto tinham feito a ele e para exortá-los sobre a maneira correta de lidar, com conduta imprópria e crenças errôneas que tinham previamente aceitado. É visível em nossos dias que muitos dos problemas em questões com os quais a igreja de Corinto estava lidando, ainda encontram-se presentes na igreja a atualidade.

                                                                                         Smodger Silva

12 comentários:

  1. Não me ajudou em nada :'( Todos os sites falam as mesmas coisas, mais nem um sabe dizer porque as pessoas vivem esses 3 tipos de amor !! Mais mesmo assim obrigada, quem sabe ajude outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo vey tenho que termina meu trabalho da escola mano ¬¬

      Excluir
    2. o ser humano deveria viver esses tipos de amor, mas infelizmente só estão vivendo um, amor eros o intuito do apostolo Paulo é nos conscientizar a viver o principal fileo e agape.

      Excluir
    3. Não a nenhuma dificuldade em entender as diferenças de amores , acredito ser simples visualizar suas diferenças agape amor de jesus na cruz, eros sexo em sua dimensão do casal e o amor filial entre amigos, irmãos

      Excluir
    4. Excelente! Pois nem todos sabem a diferença. Toda pesquisa e compartilhamento de conhecimento é válida.

      Excluir
  2. Amor ÉROS(Entre um homem e uma mulher)
    Amor FILOS(Entre pais e filhos)
    Amor ÁGAPE(Amor de Deus por nós e vice-versa)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E onde se encaixa nisso o amor ao dinheiro?

      Excluir
    2. Manon ou apego ao dinheiro ou avareza, pecado capital, porque gera outros pecados como cobiça, inveja, luxúria, etc. Não podeis amar a Deus e a riqueza..., disse Jesus aos seus amigos naquele tempo e para nós hoje. J B PEREIRA - leia artigos meus em recanto das letras.

      Excluir
  3. Obrigado pela sua disposição eme nos ajudar sobre os tipos de amor, muito bom

    ResponderExcluir