ESCOLA DE MÚSICA - ELLAM

CRISTO É UMA QUESTÃO DE OPÇÃO

CRONOLOGIA BÍBLICA

CRONOLOGIA BÍBLICA

segunda-feira, 25 de março de 2013

APÓS A MORTE TUDO REALMENTE SE ENCERRA?



APÓS A MORTE TUDO REALMENTE SE ENCERRA?


    Se a existência do homem condiciona-se a uma mera passagem na terra, vindo logo após a vida a morte a mesma, vem condicionada a um estado de inconsciência, creio que a vida não passará de uma grande utopia, e de maneira conscientemente afirmo que nada de significância tenho ou sou perante o criador.

  Mas! A questão não se encerra abruptamente assim, pensar que ficarei inerte em sono profundo e inconsciente por período indeterminado, é uma ofensa à realidade da vida, hora vejamos quando dormimos sonhamos e mesmo dormindo eu tenho vida.

  Alguns fatos bíblicos nos revela a realidade sobre as obras realizadas daqueles que já partiram desta vida para outra, vejamos algumas citações de Jesus; 

a)    "Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos; porque para ele vivem todos."  (Lucas 20 : 38)
b)   "E apareceu-lhes Elias, com Moisés, e falavam com Jesus."  (Marcos 9 : 4)

   Preciso aprender e saber mais de Deus e entender que ele é Deus o autor da vida, e que em momento algum da sua eterna existência a morte fez parte do seu reino; Jesus afirma Deus não é Deus dos mortos, Jesus ainda acha e demonstra no monte da transfiguração duas pessoas distintas vivas.

  Observe o livro de Apocalipse.

  7:9 "Depois destas coisas olhei, e eis aqui uma multidão, a qual ninguém podia contar, de todas as nações, e tribos, e povos, e línguas, que estavam diante do trono, e perante o Cordeiro, trajando vestes brancas e com palmas nas suas mãos;".

   A referência Bíblica que é frequentemente usada como suporte à tradição que afirma que os mortos estão vivos antes da ressurreição está no livro do Apocalipse, em especial nas seguintes passagens: Apocalipse 6:9 e capítulo 20:4. Essas duas referências tratam diretamente uma com a outra

   Apocalipse 6:9-11  “E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram. E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra? E foram dadas a cada um compridas vestes brancas e foi-lhes dito que repousassem ainda um pouco de tempo, até que também se completasse o número de seus conservos e seus irmãos, que haviam de ser mortos como eles foram.”

   Todas as visões que teve e foram dadas a João através do anjo, foram concedidas para que ele revela-se fatos, por isto o livro de apocalipse chama-se “revelação”, e nenhuma revelação divina é abstrata, João viu viveu e presenciou ocorrências no céu e na terra.

    Para uma melhor concepção dessa verdade a “vida após a morte”, é revelada através do próprio Jesus, quando ele relata em uma de suas parábolas, a condição de dois homens a saber “Lazaro o mendigo e o homem rico”, ambos morreram e foram para um local onde havia uma divisão, de um lado gozo e do outro tormenta.

  O que nos leva a entender que após a morte existe um estado de consciência, muito embora não exista após a morte obras a serem realizadas ou que haja possibilidade de redenção.

  Creio que seja um estado áureo e consciente porque em ambas as situações, tanto esta apresentada por Jesus e a revelada a João, podemos vê que aquelas pessoas recordam-se de fatos de sua vida material e em ambos os casos reivindicam por algo.   

  Quando a bíblia fala que após a morte não existe vida, ele sugere que não existe para o homem mais nenhuma possibilidade de produzir frutos espirituais e matérias, que no local onde ele se encontrará não haverá trabalho e nem uma labuta, lá é um local de espera, onde as almas esperam o grande dia do Senhor.

   Na morte o corpo o material fica na terra e degenera-se porque o sangue e a carne na herda o mundo espiritual, porem o home possui um espírito que foi recebido atreves do sopro de Deus, é esta partícula viva e eterna no homem que veio de Deus. E Deus a busca.

Eclesiastes 12
        Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento;
Antes que se escureçam o sol, e a luz, e a lua, e as estrelas, e tornem a vir as nuvens depois da chuva;
No dia em que tremerem os guardas da casa, e se encurvarem os homens fortes, e cessarem os moedores, por já serem poucos, e se escurecerem os que olham pelas janelas;
E as portas da rua se fecharem por causa do baixo ruído da moedura, e se levantar à voz das aves, e todas as filhas da música se abaterem.
Como também quando temerem o que é alto, e houver espantos no caminho, e florescer a amendoeira, e o gafanhoto for um peso, e perecer o apetite; porque o homem se vai à sua casa eterna, e os pranteadores andarão rodeando pela praça;
Antes que se rompa o cordão de prata, e se quebre o copo de ouro, e se despedace o cântaro junto à fonte, e se quebre a roda junto ao poço,
E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu. 

   Querer mudar essa verdade bíblica é criar conceitos humanos, e a bíblia não encontra-se acessível para os conceitos teológicos de homem algum. Por isto Jesus disse conheceres a verdade e a verdade vos libertara. Eu prefiro ficar com a verdade bíblica que revela e fala de Jesus. 

E você onde fica.?

                                                                                                       Smodger Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário