ESCOLA DE MÚSICA - ELLAM

CRISTO É UMA QUESTÃO DE OPÇÃO

CRONOLOGIA BÍBLICA

CRONOLOGIA BÍBLICA

sexta-feira, 31 de maio de 2013

TEMPERANÇA CRISTÃ



                                                TEMPERANÇA CRISTÃ

DOIS TIPOS DE IRA

    Para que nosso tema possa se desenvolver precisamos saber definir o que significa “ira”, você sabe a definição da palavra ira? Muito bem neste artigo logo saberemos a definição, falo para aqueles que não possuem uma noção exata da palavra.

   Antes de conhecermos a definição de ira, precisamos associa-la aos seus sinônimos, isto nos trará uma melhor compreensão e um melhor relacionamento de sua influencia no estado emocional, do homem. Você sabia que a ira não reconhece idade, ela se manifesta em todas faixas etárias de idade.

   Vejamos agora algumas palavras sinônimas de ira: arrebatamento, brasa, cólera, furor, fúria, indignação, ódio, rabia, raiva, sanha e zanga.

   Veja como é interessante quando associamos a “ira” a estas seguintes palavras “indignação raiva e zanga” veja que estas palavras soam de maneira mais branda um tanto suavizadas, do que a expressa palavra ira, todavia elas evidenciam um mesmo estado de espírito. 

   Porem a “ira” em si própria parece despertar algo mais tenebroso, demonstra um estado de espírito aterrorizante, estado este que não deve ser praticado nem manipulado por alguém sensato. A própria palavra de Deus nos alerta sobre esse estado emocional no homem, Deus pede que seja evitada tal situação.

Irai-vos, e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira.
Não deis lugar ao diabo.  Efésios 4:26-27

   Porque o homem pode irar-se? Hora a ira faz parte da emoção humana lhe é inerente e o homem sem emoção é um homem “oco e vazio”, um robô que simplesmente segue ordens, o homem sem emoção não tem a capacidade de amar, observe que nem os animais são privados da emoção.

   É visivelmente claro que Deus não impede que o homem venha ter ira,  assim entende-se quando a bíblia fala “irai-vos”, porem de imediato ela nos alerta dizendo “e não pequeis”, o que isto demonstra? Que é permitido e até é natural o homem ter ira, todavia o objeto a ira que é a ação, essa atitude de onde se gera o produto, esse ato deve ser evitado. 

     A palavra é clara quanto a este quadro “não pequeis”, porque é através da atitude tomada no momento da ira que se evidencia e manifesta-se o irracional desta ação a inconsequência é o produto. Observe que tudo que ultrapassa o limite da racionalidade não vem de Deus e sim do Diabo. 

    Já falamos tanto sobre a ira e ainda não a descrevemos, façamos agora: Ira - Paixão que incita toda a nossa agressividade contra alguém ou algo; raiva, cólera, fúria: a ira é um dos sete pecados capitais. Indignação furiosa, desejo veemente de vingança: a justa ira dos explorados.

    Agora penso que você entendeu melhor porque Deus permite ao homem irar-se, más o limita na atitude da mesma. É sabido que, quando a ira é consumado gera consequências desastrosas, infelizmente é neste momento que o homem comete o ato do pecado (o mesmo erro), o pecado é nada mais que uma afronta direta ao Senhor.

   A ira humana sendo executada não manifesta a vontade de Deus, e sim a à vontade satânica essa é a sua índole, a ira satânica manifestada no homem através da ira do homem, por essa razão podemos afirmar que todas as formas de iras advindas de satanás produz no homem atos de “injustiça”. 

   É justamente neste ponto onde a “temperança cristã” deve entrar em ação, é neste ponto que os frutos do espírito teen e devem ser praticados e exercitados, este é o momento de refrear a emoção não oriunda do espírito de Deus, é  momento de refrear a língua e controlar os braços e as pernas.

   Por isto encontra-se escrito: A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira. Prov.15:1 

   Ser um verdadeiro cristão não é coisa fácil para ninguém, por isto Jesus disse: (E chamando a si a multidão, com os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me. Marcos 8:34). Confesso estou lutando e tentando carregar a minha cruz a muito custo, e você como anda com sua cruz.

   Isto me faz lembrar a historia de um homem: Isto é uma parábola. 

       Entre os moradores de uma certa cidade Deus deu a um homem a maior cruz que havia para carregar, não contente com sua situação, o homem passou a cortar pequenos pedaços da cruz dia após dia cortava um pedaço, era tão pequenos os cortes que eram imperceptíveis, anos e anos passaram-se e a pratica de cortar a sua cruz não cessou. Ele tinha o intento de a tornar menor e menos pesada.

      Ele gozava de uma saúde invejável apesar de sua idade um tanto já avançada, quando certo dia passeando no parque quando foi acometido de uma fisgada no peito, conta-se que ele simplesmente tombou e caiu inerte, foi um corre corre socorreram-no infelizmente ela faleceu o seu tempo acabou, morreu em pé e tombou morto.

      Após a sua morte se viu em uma longa e larga estrada, muitas pessoas juntas caminhavam como em procissão carregando cada um a sua própria cruz, todos seguiam na mesma direção sempre adiante, a sua frente ele percebe os mais adiantados estendo as sua cruzes para ultrapassar um grande obstáculo, ele percebe que muitos ultrapassavam outros não.    

     Atento e atônito ao que se passava não se apercebeu que sua vez chegara, neste ínterim de tempo, lhe ocorre um súbito pensamento a sua cruz ele havia diminuindo o tamanho, olhou para traz para os lados e nada podia fazer a não ser ir enfrente, uma voz com autoridade o chama e manda que ele estende-se a sua cruz, aquela cruz não o permitia seguir enfrente.             
  
     Quantas situações surgem na vida do cristão, que lhe é obrigado a praticar os frutos do Espírito Santo, e infelizmente não os praticamos; Porem o mais triste de tudo isto é saber que em cada descumprimento uma parte da nossa cruz é cortada por nos mesmos, sim isto sempre ocorre quando deixamos de escutar a voz do consolador, ao produzir maus frutos  a morte espiritual jaz a nossa porta.

   A bíblia sempre será o verdadeiro cristão a sua cartilha de ensino, e ela expressamente diz assim: -  Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Gál. 5:22.

  Veja o que ocorre quando descumprimos um destes pontos, e nos iramos além do que nos é licito nos irar. É neste momento que veremos a diferença entre os frutos produzidos entre:

                          DEUS                                            DIABO
                         AMOR                                            ÓDIO
                         GOZO                                          DESPRAZER
                         PAZ                                            ANGUSTIA
                         LONGANIMIDADE                   IMPACIÊNCIA
                          BENIGNIDADE                          MALIGNIDADE
                          BONDADE                                  MALDADE
                                                                          DESESPERANÇA
                          MANSIDÃO                               ARROGÂNCIA
                          TEMPERANÇA                          DESTEMPERANÇA     

TEMPERANÇA E INTEMPERANÇA

       O que é temperança – Temperança significa ter moderação em suas atitudes, ter equilíbrio, e é um termo oriundo do latim. Temperança é uma das virtudes universais, e é a que faz com que as pessoas moderem seus desejos e vontades, como as paixões, alimentos, bebidas, e etc.

Ter temperança é ter uma virtude, ou qualidade, de quem modera tudo que faz, de quem não toma atitudes apenas pelas suas vontades, é alguém que sabe equilibrar, que tem parcimônia ao agir.

O que é intemperança – É a falta de temperança, de sobriedade.
  
   Tente lembrar-se de um momento onde:
a)     Te faltou o controle.
b)    Quando você usou o controle.

A INTEMPERANÇA

 A intemperança na vida de um cristão  o desqualifica sabe porque? Veja abaixo:

a)     É a característica de um cristão que não possui as virtudes do Espírito Santo.
b)    É um cristão que não possui moderação.

O DIABO E SUAS ANTE VIRTUDES

              As 9 ante virtudes do espírito do diabo divididas em três grupos.

  RELATIVAS AO DIABO               RELATIVO AO ANTI SOCIAL     RELATIVO A CONDUTA ANTI CRISTÃ
* Amor - desvairado                    *     impaciente                              *  Sem Fé
* Gozo - Falso ( enganador )      *     Maligno                                    * Agressivo
* Paz    - Enganosa                       *    Desumano                                 * Destemperado

a)     Os demônios são os agentes do espírito do Diabo.
b)    As ações dos destemperados se distinguem:

                        Nas Palavras      -      Nas ações      -      Nos pensamentos

                                                     A TEMPERANÇA
                 As 9 virtudes do Espírito Santo divididas em três grupos são

RELATIVO A DEUS             RELATIVO AO SOCIAL              RELATIVO A CONDUTA CRISTÃ
* Amor                             * longanimidade                      * Fé
* Gozo                              * Benignidade                          * Mansidão
* Paz                                 * Bondade                                 * Temperança
      
   O Espírito Santo é o agente dos frutos do Espírito. Veja os requisitos para o crescimento espiritual do cristão.
                        a)  Lê a palavra .
                        b)  Passar pelas provas .

                        O resultado é o desenvolvimento do auto controle.
                        Nas palavras   -      Nas ações   -   Nos pensamentos 

     Só a deus pertence a vingança ele diz minha é a vingança
19 Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor.
    O SENHOR Deus, a quem a vingança pertence, ó Deus, a quem a vingança pertence, mostra-te resplandecente. Salmos 94:1

   Assim para finalizar temperança é na verdade um aglomerado de fatores que devem ser observados por aqueles que pretendem possuir e reproduzir a imagem e semalhança de Deus em suas vidas, evidentemnente que falo da imagem espiritual perdida ao pecar. Todo verdadeiro cristão tem a necessidade de ser equilibrado, limitar as emoções, corrigir os desejos, observar as atrações e controlar os desejos e prazeres”, assegurar o domínio da sua vontade, dominar os instintos e impulsos, proporcionar para si o equilíbrio e p´raticar o uso do bem", ser moderado, controlado e regulador de si próprio.
                 

                                                           CONCLUSÃO
                              Existe um alto preço a ser pago.


                                                                   Smodger Silva